domingo, 7 de outubro de 2007

HÁ...


Há muita festa para festejar, mas despediram-se os festantes
Há uma música sendo tocada, mas silenciaram o canto da alma e mataram os cantores de coração
Há uma vida para ser desfrutada, mas a negaram e pregaram a morte
Há uma Boa Nova para ser proclamada, mas proclamaram o medo de Deus

Há uma Paz para o dia chamado "Hoje", mas os que estão em Paz diz-se deles loucos,
e o "Hoje" se tornou dia de aflição e pavor
Há o dia do descanso, mas proclamaram o trabalho em justificação própria justamente nesse dia
Há muita vida lá fora, mas criaram o conceito de que a vida é a morte
Há liberdade de ser, mas castraram o desejo de liberdade no ser

Há vinho e delícias, mas expulsaram os que se lambuzam deles
Há salvação em Graça e Paz, mas os que em Graça e Paz se entregaram foram chamados hereges
Há alegria, mas endemonizaram o "dançar", amarraram os pés dos que dançam e os lançaram fora
Há um Deus que é Amor em Verdade, mas o chamaram de Belzebu

Há muita morte!

Mas não Nele.

Nenhum comentário:

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...