quinta-feira, 15 de novembro de 2007

PROCURA-SE UM AMIGO QUE TENHA BONS OLHOS!


Um jovem num fim de tarde conversava com um velho, muito simpático e agradável por sinal. O jovem queixava-se de seus amigos que diziam que, as vezes, ele era irônico, sarcástico, e por isso não entendiam o que ele queria dizer. Queixava-se também de sua família que o culpava até de respirar. Também queixava-se das pessoas que supostamente deveriam ser boas, mas quando provadas de fato, tinham sabores amargos.
O velho ouvindo tudo o que o jovem dizia, disse a ele:
- Meu filho! Você precisa de amigos que tenham "bons olhos".
- "Bons olhos"? - indagou o jovem.
- Sim! Amigos que tenham "bons olhos". Amigos assim nunca enxergam as suas falhas como se fossem horrendas e desprezíveis, mas a enxergam com humanidade e compreensão; Amigos assim não enxergam as suas "estações" com arrogância, mas respeita tanto o verão, quanto o outono, a primavera e o inverno da sua própria alma, e com com-paixão e se move em favor do seu próprio bem; Amigos assim não esperam que você seja mais do que você de fato é, pois, ele mesmo não quer que você seja outra pessoa que não você mesma; Amigos assim não o deixa porque você não agiu como ele queria que você agisse, mas ele primeiro age com perdão, pois, para ele não há outra forma de se ter um amigo a não ser pelo vínculo do perdão; Amigos assim nunca o deixarão solitário quando você de fato estiver sozinho, pois, não haverá presença maior do que a de um amigo assim, mesmo que ele não esteja fisicamente presente, a lembrança de alguém assim já conforta o coração e traz muita esperança; Amigos assim nunca olham suas dores como se fossem culpa sua estar passando por elas, mas o olha como quem conhece a dor e sabe que não é necessário acrescentar mais dor ainda com julgamentos e acusações; Amigos assim o amam pelo que você é e não pelo que você o possa oferecer; Amigos assim são amigos porque são amigos, e isso basta.
- Mas, senhor! Existe alguém assim? - indagou deseperançosamente o jovem.
- Você pode começar a ser um!- respondeu o velho.
E continuaram a conversar sobre muitas coisas e por muito tempo foram amigos um do outro.

Nenhum comentário:

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...