quarta-feira, 5 de setembro de 2007

ELE AINDA SONHA COM ELA

Ela é um mistério diante dos seus olhos. Ele sabe quem ela é, pois ela já existe dentro dele. Mas ele não quer conhecê-la de verdade. Quer que ela seja sempre a garota dos seus sonhos. Ele olha para ela e insiste em ver o que ele quer ver, não a enxerga. Seus olhos só podem ver o que já existe nele. Mas ele não pode se atirar ao desconhecido. Não pode se jogar aos braços dela. Não ele não pode. Ele preferi o ideal, o sonho, as imagens que habitam o seu interior. Mas não é assim, não é?Ela é um mistério. Ele se sentiu só. Nem Deus lhe pode negar tal sentimento. Ele a viu e não se conteve. Seu coração abriu mão de sua segurança e lançou-se ao desconhecido. Por ela se perdeu, por ela provou a morte, por ela... Porque ela era parte dele. Mas ele acordou dessa realidade e se jogou novamente em sonhos. Ele quer ainda um lugar seguro. Um lugar onde não há chances de sofrer. O amor o incomoda. Não há argumentos que diga o que isso significa. Ele pensa, tenta discernir. Não há respostas, nenhuma sequer. Ele corre de um lado para o outro e não entende. Não mesmo. Ele então se arrisca e prova, e saboreia. Sai de sua bolha de reflexões e a procura novamente. Ela é dor e paixão, é solidão e companhia, é angústia e felicidade. Ela é sabor e tristeza, é amor e fraqueza, é ardor e beleza, dúvida e certeza. Só ela é para ele beijo e abandono, inverno e outono, abraços e adeus, ferida e vida, entrada e saída. Ele ainda sonha, com ela.

2 comentários:

Patrícia disse...

Oie, esse texto é seu? Ou, não sendo, quem seria o autor?

Carlos Wesley disse...

é meu mesmo, Patrícia!

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...