segunda-feira, 9 de setembro de 2013

UM ELOGIO AO AMOR


madre-teresa1

O amor não se deixa enganar, posto que nada espera, apenas ama e quer amar. Quando dele se exige que seja "esperto", enganar-se-ia se assim o fosse, posto que renunciaria a si mesmo na esperteza, no esperar a retribuição do favor que só é se é dado, o amor que só é se doado, que não exige nada em troca e nem na troca se faz do amor amante. Apenas ama, ama carente de mostrar amor, sem contudo esperar ser amado.

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...