terça-feira, 8 de setembro de 2009

O PRAZER DAS PEQUENAS COISAS



São pequenas coisas negativas que nos atingem, que nos destroem; é que não entendemos que são de pequenas coisas que é feita a vida. Foi por buscar coisas grandes demais, buscar coisas elevadas demais que descobri que as coisas grandes, seja lá o que isso signifique para cada um individualmente, não passam de meras distrações, as coisas mais belas estão nas pequenas coisas, e é nelas que a vida se sustenta, quem não enxergar isso viverá numa eterna procura ao "sentido da vida". Estou certo de que o prazer está nas coisas pequenas, ou, nas pequenas coisas.

Assim quando alguém que não tem tal entendimento, quando atingido por algo pequeno e negativo que causa estragos desproporcionais, tal alguém fica como quem não compreende, não entende, não aceita. Coisa grandes negativas quando nos atingem nos provocam lágrimas superficiais; quando o prazer das pequenas coisas nos são tirado, há lágrimas de morte, afinal, foi nos tirado o prazer da vida, é lógico como numa equação o desejo de se ausentar da vida, dar cabo dela. Foi-se o prazer de ver aquela carinha, aquele sorriso, aqueles olhinhos, aquele jeitinho... Se foi-se tal prazer, pra onde iremos senão para o abismo da angúsita e da dor?

Mas sei também que como é trágico um tisuname causado por uma pequena coisa, é grandioso o recomeçar.

A vida tem esse mistério, e talvez uma das coisas mais belas deixadas por ela é o "recomeçar". Uma nova chance, chance à vida novamente.

E para quem entende que as coisas belas são pequenas, não fica difícil recomeçar, e o caminho não fica tão escuro assim.

Deixemos de lado a magia investida nas grandes coisas, busquemos aquilo que é essencial ao coração. Busquemos o prazer das pequenas coisas.

Um comentário:

*lAMpArIna* disse...

E por que andais preocupados quanto ao que vestir? Observai como crescem o lirios do campo. Eles nao trabalhao e nem tecem.
Eu contudo vos afirmo, que nem Salomao, em todo o seu esplendor de sua gloria,vestiu-se como um deles. Mateus 5;28, 29. Grande beijo!

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...