quarta-feira, 28 de maio de 2008

PRECISÁVAMOS TÃO POUCO...



Abre a janela do teu peito
Faz tanto tempo que não vejo você aqui
Na rodinha com os amigos contando aquelas histórias
Daquela menina que tanto te fez sorrir, como nunca antes

Me lembro quando brincávamos responsavelmente
Mas agora que nos tornamos adultos brincamos com maldade
Jogamos de verdade, e a peça do tabuleiro somos nós
Somos nós que perdemos

E o vencedor é quem vencer o outro
E o pior é que se aposta a amizade num jogo

Comemoramos a derrota da amizade
Celebramos a vileza e falsidade
Dançando a canção que toca a indiferença
E esquecemos de porque nos reunímos
Pra nos aquecer dessa fogueira que nos preparou a vida tão injusta
Rirmos de nós mesmos a noite inteira
A noite inteira

Precisávamos tão pouco para nos divertir
Agora é tarde, já é hora de dormir
Não temos nem um outro lugar pra ir
Agora é tarde, já é hora de dormir

Nenhum comentário:

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...