terça-feira, 20 de maio de 2008

MIGALHAS



Os meus olhos percorrem a terra
Uma lágrima me sai do olhar
Um espelho refletindo a minha imagem
Em cada beco, rua, em todo lugar

Sou o mendigo mendigando a vida
A prostituta que não se faz amar
O louco pregando a sabedoria
O mentiroso tentando dizer a verdade que arde no peito

Mas afinal ninguém vai acreditar
Mas afinal quem vai acreditar?

Me escondo atrás de um singelo sorriso
Pra mascarar tudo aquilo que vejo
Como maldade e desejo
Dentro de mim

Mas quem iria acreditar
Se pudesse dizer a verdade?
Que no banquete que a vida oferece
Preciso apenas de um pedaço de pão e um pouco de vinho

Falar da nossa igualdade
Essa é a nossa verdade
Não importa cor ou classe
Todos os dias se findam numa mesa cheia de migalhas
E um vazio no coração

Nenhum comentário:

DRUMMOND SEM TRIUNFOS

Chega um tempo em que só se diz "meu Deus" Tempo de inabissoluta depuração Tempo em que se diz "meu amor" Pois o...